Sociedade | 17-05-2017 17:13

Carteiro sem experiência provoca o pandemónio em Vale de Cavalos e Ulme

Os mais velhos desesperavam pelas reformas que nunca mais vinham, o jornal O MIRANTE também não aparecia nas caixas do correio.

Desde segunda-feira, 15 de Maio, que o caos se instalou nas freguesias de Vale de Cavalos e Ulme, no concelho da Chamusca, porque o correio não havia meio de aparecer.

Uns queixavam-se de que não apareciam as cartas para pagar a luz, os mais velhos já desesperavam pelas reformas que nunca mais vinham, o jornal O MIRANTE também não aparecia nas caixas do correio e a situação só começou a ficar normalizada ao final da tarde de terça-feira, quando um supervisor dos CTT, começou a fazer a distribuição do correio pedindo desculpa pelo atraso na entrega.

O tesoureiro da Junta de Freguesia de Vale de Cavalos, José Soares, conta a O MIRANTE que as reclamações começaram a aparecer e "os correios da Chamusca diziam que a correspondência estava toda na rua". Acrescenta ainda que falou com o carteiro na sexta-feira, 12 de Maio, que lhe mostrou algumas cartas, "só que elas nunca mais apareciam nas caixas do correio. Aqui os fregueses ameaçaram mesmo fazer queixas na GNR mas a situação lá se normalizou".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1325
    15-11-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1325
    15-11-2017
    Capa Vale Tejo