Sociedade | 23-05-2017 20:01

Ministério Público arquiva processo da criança desaparecida em Ourém

MP proferiu despacho de arquivamento no inquérito por ausência de indícios da verificação de crime.

O Ministério Público (MP) de Santarém arquivou o processo de inquérito relacionado com o desaparecimento de uma criança em Ourém, por "ausência de indícios" de crimes, revela esta terça-feira, 23 de Maio, uma informação na página da internet daquela Comarca.

"Na sequência de investigação para apurar as circunstâncias do desaparecimento de uma criança, de 23 meses de idade, o Ministério Público proferiu despacho de arquivamento no inquérito, por ausência de indícios da verificação de crime", lê-se na página do MP.

A mesma fonte refere que os factos ocorreram cerca das 10h00, do dia 24 de Outubro de 2016, na casa da avó materna, em Ourém.

"Após a análise dos indícios recolhidos não foi apurada a intervenção directa de terceiros no desaparecimento da criança, tudo apontando para que o mesmo se tenha perdido no pinhal próximo à residência", sublinha o Ministério Público.

A Comarca acrescenta que a situação foi comunicada à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Ourém e que a investigação do Ministério Público foi coadjuvada pela Polícia Judiciária.

O bebé desapareceu quando brincava junto à casa da avó. Veio a ser localizado cerca de 25 horas depois por militares da GNR a cerca de dois quilómetros da casa onde vivia e de onde desapareceu.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Médio Tejo