Sociedade | 25-05-2017 14:30

Plano de valorização turística defende que Benavente aposte na diferença

Estratégia defende aposta em factores de grande potencial e que concelho seja ponto de estadia.

O Plano Estratégico de Valorização e Comunicação Turística do município de Benavente, elaborado pela equipa da Tourism and Hospitality Consulting em parceria com a Região de Turismo do Alentejo e Ribatejo, aponta uma série de directrizes para que Benavente deixe de ser “um ponto de passagem e passe a ser um ponto de estadia”.

O plano foi apresentado pelo professor universitário Fernando Completo. Foram realçados os elementos diferenciadores do município: o arroz carolino e o vinho, a proximidade ao Tejo, os roteiros pedestres, o cavalo e o toiro, o montado no geral, o golfe, a caça e a arte, história e tradição do concelho, com destaque para a tauromaquia. A aposta em iniciativas, festivais e actividades que dinamizem estes elementos tornou-se a base do documento, que foi pensado num alcance de dez anos.

O 1º Festival do Arroz Carolino, que decorreu no fim-de-semana de 19 a 21 de Maio em Samora Correia, foi o ponto de partida e levou milhares de pessoas a conhecer o concelho. Esse produto é precisamente um dos elementos mais importantes do plano estratégico e Fernando Completo afirmou mesmo que "também se devia chamar arroz de Benavente e a marca estar associada a todo o conceito, sempre numa lógica de que o arroz carolino será seguramente o embaixador de Benavente em todo o mundo".

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Médio Tejo