Sociedade | 31-05-2017 19:48

Dono de cão acusado de ofensas à integridade física por negligência e omissão de auxílio

Caso ocorreu em Agosto de 2016 em Tomar.

O Ministério Público acusou o dono de uma cadela de raça Rottweiler da prática de um crime de ofensas à integridade física por negligência e de um crime de omissão de auxílio.

De acordo com a acusação, em Agosto de 2016, o arguido soltou a cadela na Mata Nacional dos Sete Montes, no centro de Tomar, deixando-a em liberdade, sem trela e sem açaime, tendo a Rottweiler corrido em direcção a uma pessoa que se encontrava a passear, mordendo-a no antebraço esquerdo.

O dono verificou que a vítima apresentava ferimentos no antebraço e não lhe prestou qualquer ajuda, nem providenciou pela sua obtenção, afirma uma nota publicada esta quarta-feira, 31 de Maio, na página da Procuradoria da Comarca de Santarém, adiantando que o arguido foi notificado da acusação para julgamento em Tribunal Singular, tendo já decorrido o prazo para abertura de instrução.

Mais Notícias

    A carregar...
    Universidade Sénior da Carregueira distinguida
    Foto do Dia
    A Universidade Sénior da Junta de Freguesia da Carregueira, no concelho da Chamusca, foi considerada membro de “Excelência” da Rede de Universidades da Terceira Idade (RUTIS). Para obter esse certificado é necessário preencher vários requisitos, apresentar serviços relevantes e desempenhar um excelente trabalho em prol dos seniores. A imagem regista um momento de convívio de uma das suas actividades.
    Foto do Dia | 17-10-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1320
    11-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1320
    11-10-2017
    Capa Médio Tejo