Sociedade | 08-06-2017 00:01

Suspeito de violar homem sem pernas foi absolvido

Tribunal não deu como provado o crime e o arguido já foi libertado da prisão preventiva. Caso passou-se em Alcanhões.

O suspeito de violação de um homem sem pernas em Alcanhões foi absolvido pelo Tribunal de Santarém, depois de ter estado preso preventivamente quase um ano.

O arguido, de 40 anos, foi libertado ainda antes da leitura da decisão, que ocorreu na quinta-feira, 1 de Junho. Analisados os documentos, relatórios médicos e testemunhos, o colectivo de três juízas considerou que não ficou provado que o arguido tenha violado o homem, que recebia assistência de uma instituição da localidade do concelho de Santarém, na qual o arguido fazia voluntariado.

Ficou provado que o arguido no diz 4 de Junho de 2016, por volta das 00h20, tenha ido a casa da vítima, que estava a ver televisão deitado na cama apenas com uma camisola vestida. Segundo a decisão, alguns minutos mais tarde entrou em casa a irmã e o cunhado do deficiente, que foi amputado das duas pernas.

O cunhado ia acompanhado da sua esposa e na altura em que ambos entraram no quarto, o arguido estava completamente despido. Mas não foi dado como provado que o arguido tivesse forçado relações sexuais, tal como não se provou que o deficiente tenha pedido ao arguido para não o obrigar a ter sexo.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo