Sociedade | 23-06-2017 09:26

Deitou fogo à casa dos pais depois de os ter expulsado da própria residência

Deitou fogo à casa dos pais depois de os ter expulsado da própria residência

João e Fátima Parente desesperam com a violência de que têm sido alvo e receiam que o filho cumpra ameaças de morte que lhes tem dirigido.

O filho de João e Fátima Parente cumpriu a ameaça feita à mãe há cerca de um mês e incendiou a casa onde morava e de onde já tinha expulsado os pais em Dezembro do ano passado, tendo depois fugido do local. O caso ocorreu na manhã de domingo, 18 de Junho, no Jardim de Cima, periferia de Santarém, e no local estiveram os bombeiros e a PSP que identificaram o “presumível” suspeito do incêndio. Não foi detido por não se encontrar no local.

João e Fátima vivem em pânico com medo do filho e estão desesperados com as suas atitudes e ameaças contra a própria vida. Assim que se passa a porta de casa o sinal de destruição é visível. Vidros pelo chão, paredes queimadas, tecto destruído e um cheiro a fumo. No exterior há restos de mobílias queimadas. No interior da residência já não há móveis, nem sofás, nem camas. Foi tudo vendido pelo filho de João e Fátima, alegadamente para ter dinheiro para comprar droga.

“É um desespero muito grande saber o que lutámos uma vida inteira para ter esta casa, que é a única coisa que é nossa. Olhamos para ela e vê-la neste estado, sem termos dinheiro para a reconstruir, dá uma revolta muito grande. Só apetece desistir de tudo”, confessa Fátima Parente enquanto as lágrimas correm pelo rosto.

O filho, de 37 anos, tem feito a vida negra aos pais. No dia 23 de Dezembro do ano passado agarrou em toda a roupa do seu pai, meteu-a dentro de sacos e disse que não o queria mais lá em casa. Numa casa que nem é sua. João Parente preferiu sair por já não aguentar tanta agressividade e violência.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo