Sociedade | 23-06-2017 18:28

Fátima Afonso vence Prémio Nacional de Ilustração

Fátima Afonso vence Prémio Nacional de Ilustração
EdMartinho

Ilustradora, de Torres Novas, venceu com o livro “Sonho com Asas”.

Relativamente à atribuição do prémio, o júri disse que “Sonho com Asas” contém imagens de "enorme valor poético e carga metafórica". Ao referir que o livro está "repleto de pormenores narrativos que convidam a uma leitura pausada e em profundidade" o júri sublinha ainda que a ilustradora mobiliza uma "paleta em tons pastel que viajam entre o ocre do sol e os azuis do céu e do mar". "Fátima Afonso recorre a um conjunto de estratégias de composição gráfica que leva o leitor a tirar os sapatos e a ganhar asas para se elevar no universo dos sonhos", acrescenta o júri.

Nascida em Torres Novas Ribatejo, em 1962, Fátima Afonso é licenciada em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, é ilustradora e professora de Artes Visuais. A partir de 2000 dedicou-se à ilustração de livros para crianças, contando actualmente com mais de 20 livros publicados, de acordo com a biografia disponibilizada pela DGLAB.

Em 2012 integrou o grupo de ilustradores que representou Portugal na exposição “Como as Cerejas”, apresentada na Feira do Livro Infantil de Bolonha, quando Portugal foi país-tema. Dois anos mais tarde, o projecto “Sonho com Asas”, que viria a ser publicado como livro, valeu-lhe o 2.º Prémio do VII Prémio Internacional Compostela de Álbuns Ilustrados (e ainda a nomeação pela Sociedade Portuguesa de Autores como melhor livro de literatura infanto-juvenil 2017).

O júri foi constituído por Susana Lopes Silva, da Escola Superior de Educação do Porto, Rita Pimenta, jornalista e autora do blogue “Letra Pequena”, e Vera Oliveira, técnica superior da DGLAB. Nesta edição do Prémio Nacional de Ilustração foram avaliadas 82 obras publicadas por 33 editoras e ainda duas edições de autor, com ilustrações de 66 artistas e textos de 65 autores.

O Prémio Nacional de Ilustração foi criado em 1996, é atribuído pela DGLAB e visa promover o reconhecimento da ilustração original e de qualidade nos livros para crianças e jovens. O galardão é atribuído anualmente e distingue um ilustrador pelo conjunto de ilustrações originais publicadas numa obra editada no ano anterior, podendo distinguir dois ilustradores através da atribuição de duas menções especiais.

O prémio tem o montante de cinco mil euros, acrescido de uma comparticipação de 1.500 euros destinada a apoiar uma deslocação à Feira Internacional do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha.

* Foto de Eduardo João Martinho no Blogue "Tempo de Recordar"

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo