Sociedade | 05-07-2017 10:47

Autor do homicídio de Vale de Estacas condenado a 19 anos de prisão

Autor do homicídio de Vale de Estacas condenado a 19 anos de prisão
Foto de arquivo

Outros dois cúmplices foram condenados a oito anos de prisão cada, por homicídio na forma tentada.

O Tribunal de Santarém condenou a 19 anos e meio de prisão o autor do homicídio ocorrido em Dezembro de 2015 no bairro de Vale de Estacas, em Santarém, em que um homem de 36 anos foi morto a tiro.

Outros dois homens, familiares do principal arguido, foram condenados a penas de prisão efectiva de oito anos de prisão cada um, por crime de homicídio na forma tentada, agravado pela utilização de arma de fogo.

O principal arguido, que se encontra em prisão preventiva desde Fevereiro de 2016, quando foi detido em Espanha, foi ainda condenado a pagar uma indemnização de 111 mil euros aos pais da vítima. O acórdão do colectivo de juízes, datado de 29 de Junho, ainda não transitou em julgado, pelo que é passível de recurso.

O tiroteio ocorreu no dia 15 de Dezembro de 2015, pelas 17h45, na Rua Comandante José Carvalho, em Vale de Estacas, onde foram apreendidas dezenas de cápsulas e cartuchos. O homem foi atingido a tiro quando circulava a pé junto a alguns estabelecimentos comerciais ali existentes. A vítima foi transportada ao Hospital Distrital de Santarém por outras pessoas numa carrinha e foi depois transferida para um hospital de Lisboa, onde viria a falecer cerca de duas semanas depois.

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo