Sociedade | 05-07-2017 15:01

ERC arquiva queixa de vereador contra maioria CDU na Câmara de Alpiarça

ERC arquiva queixa de vereador contra maioria CDU na Câmara de Alpiarça
O presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira (à esquerda), com o vereador Francisco Cunha

Entidade Reguladora justifica decisão com o facto de entender que “não existe dualidade de tratamento político e existe espaço para todo o executivo”.

O conselho regulador da ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social) arquivou a queixa que o vereador Francisco Cunha, do movimento Todos Por Alpiarça (PSD/MPT), apresentou, em 2014, contra a maioria comunista que lidera a Câmara de Alpiarça. Na altura, Francisco Cunha exigiu que fossem reservados espaços destinados aos partidos da oposição no boletim municipal mas o presidente, Mário Pereira (CDU), negou a pretensão considerando que os meios de comunicação do município têm uma linha condutora e devem “falar a uma só voz”.

Em reunião de câmara, Mário Pereira deu conhecimento do despacho da ERC que arquiva a queixa de Francisco Cunha justificando a decisão com o facto de entender que “não existe dualidade de tratamento político e existe espaço para todo o executivo”, refere a ERC. Mário Pereira sublinha que o boletim deve reflectir a actividade do município e a responsabilidade é do presidente da câmara. “No boletim estão lá os nomes e fotos de todos os vereadores e dá-se conta das iniciativas do município”, explica.

Recorde-se que, em 2014 (ver edição O MIRANTE 30 Abril 2014), Francisco Cunha propôs que fossem reservados espaços dedicados ao PS e ao movimento Todos Por Alpiarça no boletim municipal e requereu ainda que a oposição possa colocar notícias e informações no site do município na internet tal como na página da rede social Facebook, criticando o facto de a participação no boletim municipal estar “vedada” à oposição.

Mais Notícias

    A carregar...
    Dançarinas ribatejanas entre as melhores da Europa
    Foto do Dia
    As atletas do Coreo Dance Project, de Benavente, e da ODAC - Oficina de Artes de Coruche alcançaram o quarto lugar na grande final europeia de dança, realizada no Palácio de Congressos de Paris. As atletas têm entre os 7 e os 24 anos e para a responsável do grupo, Marta Salsinha, foi “uma experiência incrível” poder competir com os maiores e melhores bailarinos e coreógrafos da Europa. Uma prestação que deixa orgulhosos os atletas mas também as localidades de Benavente e Coruche. Na comitiva, além dos 25 bailarinos, seguiram também pais e amigos dos atletas. Entretanto, Marta Salsinha está entre os oito nomeados para a categoria de melhor coreógrafo de estilo livre e contemporâneo de 2017, nos Prémios Internacionais Duende que distinguem o que de melhor se faz na dança em Portugal, Espanha, Gibraltar e França.
    Foto do Dia | 24-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo