Sociedade | 11-07-2017 18:04

Chineses são os maiores clientes da Caima

Chineses são os maiores clientes da Caima

Fábrica de pasta de papel de Constância exporta 90 por cento da sua produção para o país asiático

Uma comitiva de empresários da região visitou a fábrida de pasta de papel da Caima - Indústria de Celulose, S.A. e ficou a saber que a empresa é um dos maiores empregadores do concelho de Constância e que exporta mais 90% da sua produção para a China.

As explicações foram dadas por Gualter Vasco, director fabril da empresa pertencente ao grupo Altri, do qual fazem ainda parte a Celbi e a Celtejo, na reunião que precedeu à visita às instalações. O responsável da empresa começou por apresentar a Caima, empresa centenária, fundada em 1888. A fábrica de Constância iniciou a sua construção em 1960 e produz pasta desde Fevereiro de 1962.

A empresa, explicou ainda Gualter Vasco, tem estado permanentemente na vanguarda tecnológica do sector, fazendo investimentos constantes. Só na última década, revelou, "foram efectuados cerca de 80 milhões de euros de investimento específico, uma grande parte dos quais no domínio ambiental”.

Desde 2012, a empresa produz apenas pasta solúvel - cerca de 115 mil toneladas por ano - sendo que o projeto de reconversão da produção para este novo produto exigiu um investimento de cerca de 40 milhões de euros.

A produção de pasta solúvel, foi ainda explicado na reunião, é destinada maioritariamente para exportação (mais de 90%), nomeadamente para a China, num total de 4.500 contentores movimentados por ano, quase exclusivamente a partir de Riachos.

Actualmente os principais clientes da Caima são, de facto, produtores de rayon viscose, destinado à indústria têxtil, localizados neste país asiático.

Concluída a apresentação da empresa, a comitiva empresarial, onde estiveram presentes a presidente da direcção da Nersant, Maria Salomé Rafael, o vice-presidente da direção, Domingos Chambel e a presidente da Câmara de Constância, Júlia Amorim, bem como outros empresários da região, equiparam-se a rigor para visitar as instalações da fábrica.

Mais Notícias

    A carregar...
    Dançarinas ribatejanas entre as melhores da Europa
    Foto do Dia
    As atletas do Coreo Dance Project, de Benavente, e da ODAC - Oficina de Artes de Coruche alcançaram o quarto lugar na grande final europeia de dança, realizada no Palácio de Congressos de Paris. As atletas têm entre os 7 e os 24 anos e para a responsável do grupo, Marta Salsinha, foi “uma experiência incrível” poder competir com os maiores e melhores bailarinos e coreógrafos da Europa. Uma prestação que deixa orgulhosos os atletas mas também as localidades de Benavente e Coruche. Na comitiva, além dos 25 bailarinos, seguiram também pais e amigos dos atletas. Entretanto, Marta Salsinha está entre os oito nomeados para a categoria de melhor coreógrafo de estilo livre e contemporâneo de 2017, nos Prémios Internacionais Duende que distinguem o que de melhor se faz na dança em Portugal, Espanha, Gibraltar e França.
    Foto do Dia | 24-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo