Sociedade | 12-07-2017 13:22

Videovigilância da floresta reforçada na Lezíria do Tejo

As câmaras são controladas e transmitem para a sala de operações do Centro Distrital de Operações de Socorro, com o objectivo de monitorização 24h por dia.

A Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) está a trabalhar na ampliação e modernização da rede de vigilância da floresta e na aquisição de dados do sistema integrado de videovigilância para a prevenção de incêndios florestais no seu território, que abrange 11 concelhos da região.


Às três câmaras de videovigilância situadas nas Figueiras (concelho de Chamusca), na Alorna (concelho de Almeirim) e nos Cruzetinhos (concelho de Chamusca), juntou-se no dia 4 de Julho a primeira torre de videovigilância instalada em Coruche. Estão previstas mais duas torres de videovigilância de apoio à decisão nos municípios de Benavente e Coruche, “de forma a suprimir as necessidades operacionais existentes”, diz a CIMLT em comunicado.


As câmaras são controladas e transmitem para a sala de operações do Centro Distrital de Operações de Socorro, com o objectivo de monitorização 24h por dia. O investimento total será de 205 mil euros, sendo a contribuição do Fundo de Coesão de 174.250 euros, graças a uma candidatura apresentada a fundos comunitários e entretanto aprovada no âmbito do POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1325
    15-11-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1325
    15-11-2017
    Capa Vale Tejo