Sociedade | 04-08-2017 20:05

Bombeiros da Golegã suspensos após altercação no quartel

Esta não é a primeira vez que o normal funcionamento do quartel é afectado por confusões e brigas.

O comandante dos Bombeiros Voluntários da Golegã, António Louro, mandou instaurar um processo de averiguações depois de dois bombeiros, de 28 e 38 anos de idade, se terem envolvido numa discussão mais acesa na madrugada desta quinta-feira, 3 de Agosto, numa camarata do quartel da corporação. Para já os operacionais estão suspensos de funções. O MIRANTE sabe que foi por causa de uma cama e que na troca de palavras "chegaram mesmo a agarrarem-se e uns apertões" não chegando a haver agressões.

O MIRANTE falou com o presidente da direcção da associação, Augusto Gonzaga, mas este ainda não tinha tido conhecimento da situação e garantiu que iria averiguar o ocorrido e até haver conclusões sobre o sucedido, prefere não prestar declarações.

Contactado o comandante do Bombeiros Voluntários da Golegã, António Louro, confirma a O MIRANTE que "houve uma alteração dentro do quartel esta noite entre esses dois elementos". As autoridades não foram chamadas ao local.

Esta não é a primeira vez que o normal funcionamento do quartel é afectado por confusões e brigas. Em Agosto de 2015 dois sub-chefes dos Bombeiros Voluntários da Golegã andaram à briga no quartel. Um dos envolvidos teve de receber assistência no Hospital de Torres Novas. Depois de averiguadas as causas, os dois bombeiros foram suspensos por um período de seis meses estando neste momento ao serviço da corporação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo