Sociedade | 13-08-2017 10:40

São precisos mais jovens no associativismo em Samora Correia

São precisos mais jovens no associativismo em Samora Correia

A Conferência sobre a Juventude deste sábado teve apenas 30 pessoas na plateia e foram poucos os jovens.

O Dia Internacional da Juventude celebrou-se este sábado, 12 de Agosto, e em Samora Correia as comemorações começaram ao final da manhã com uma conferência com dois painéis destinados aos mais jovens. Porém, a fraca adesão da população menor e maior de idade à iniciativa levou a que estivessem na plateia do Palácio do Infantado apenas 30 pessoas, e muito poucas delas jovens, o que veio confirmar o que disse Nuno Paixão, presidente da Associação de Jovens de Benavente: “Há uma grande falta de interesse dos jovens em integrar equipas para elaborar ideias, porem mãos à obra quando pensam ‘gostava que existisse isto ou aquilo aqui em Benavente e Samora Correia’. Muitas vezes é possível e não se consegue porque não há quem avance com um projecto”.

Nuno Paixão partilhou o primeiro painel com Cátia Camisão e Cátia Fradique da Federação Nacional de Associações Juvenis e ainda com Ana Carolina da Associação de Jovens de Samora Correia. Os quatro uniram-se na tentativa de passar a mensagem de que é urgente reverter o afastamento actual que se verifica entre os jovens e as colectividades: “Em cada 10 jovens, oito não se envolvem em qualquer actividade associativa, religiosa ou desportiva. O associativismo é uma escola de cidadania e faz falta que a própria sociedade e as câmaras municipais, juntas de freguesia e o poder político no geral reconheçam o alcance e impacto do movimento associativo”.

*Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo