Sociedade | 14-08-2017

Cavalhadas de Vialonga já não oferecem animais vivos porque podem morrer com o calor

Campo aberto junto ao túnel da variante de Vialonga voltou a ser palco das corridas de cavalos.

Na tarde deste domingo, 13 de Agosto, o campo aberto junto ao túnel da variante de Vialonga voltou a ser palco das corridas de cavalos. As “cavalhadas” deste ano tornaram a trazer cavaleiros, familiares, amigos e simples espectadores para verem qual dos participantes era mais audaz em cima do cavalo na tarde solarenga e agradável.

O objectivo de furar a argola de papel com a vara não era fácil, mas foram vários os cavaleiros bem-sucedidos que receberam garrafas de espumante como prémio, uma novidade em relação às galinhas, bezerros e outros animais que se costumavam dar aos participantes e vencedores ao longo dos anos. Desta vez, além do espumante que se dava por cada vez que a argola de papel conseguia ser furada, ainda foram oferecidos troféus aos cinco primeiros concorrentes, sendo que João Nunes, de Vialonga, voltou a vencer pelo 6º ano consecutivo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo