Sociedade | 16-08-2017 10:37

Incêndio em Mação está completamente descontrolado

Incêndio em Mação está completamente descontrolado

Autarca diz que não há o “mínimo de controlo” das chamas.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Mação, António Louro, disse esta madrugada que as chamas no concelho ardem “com bastante intensidade” e não há “o mínimo de controlo” sobre a situação.


“[O fogo] arde com bastante intensidade e ainda não há intervenções que permitam considerar que haja o mínimo de controlo da situação”, disse pelas 04h00 de hoje.


Três aldeias continuam cercadas pelas chamas, mas não foi considerado necessário proceder à sua evacuação, tendo em conta a existência de meios no terreno a proteger as habitações.


“O fogo neste momento encontra-se na envolvente de três aldeias, Serra, Casalinho e Aboboreira. Continua a lavrar com bastante intensidade, não há qualquer controlo neste momento. Existem meios entre o fogo e as casas, existem meios no local a tentar proteger as habitações (…) Há retirada de populações pontuais, mais frágeis, mas não se pode considerar que foram evacuadas”, explicou, indicando que a dimensão das localidades faz também com que tenham “capacidade de protecção”.


De acordo com a página da Autoridade Nacional de Protecção Civil, às 10h31, estavam no terreno 395 operacionais apoiados por 98 viaturas e cinco meios aéreos.


O incêndio de Mação é proveniente do de Vila de Rei, distrito de Castelo Branco.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo