Sociedade | 21-08-2017 14:35

PJ detém dois suspeitos de atearem fogos em Alcanena e Santarém

Detidos estavam alcoolizados. Um ficou em prisão preventiva.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois homens, nos concelhos de Santarém e Alcanena, por fortes indícios da prática de um crime de incêndio florestal.

No concelho de Alcanena, o detido, de 50 anos, é solteiro, sapador florestal e é suspeito da presumível prática de um crime de incêndio florestal, em terrenos agrícolas e florestais, confinantes com a zona habitacional da aldeia de Filhós.

O fogo só não teve maiores repercussões devido à pronta intervenção de populares e bombeiros.

O suspeito ateou o incêndio por impulso e por motivo fútil, num quadro de alcoolismo. Presente a primeiro interrogatório judicial ficou em prisão preventiva.

O indivíduo detido por um incêndio no concelho de Santarém tem 60 anos e os factos ocorreram no dia 18 de Agosto, num terreno próximo da sua residência que, segundo a PJ, estaria alcoolizado.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção processual de apresentações periódicas.

Durante este ano de 2017 a PJ já identificou e deteve 68 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo