Sociedade | 25-08-2017 15:15

GNR anda à caça de detectores de radares e a multa sai cara

GNR anda à caça de detectores de radares e a multa sai cara

Só em dois meses no distrito de Santarém já foram apanhados seis

Se tem um detector de radares de medição da velocidade usados pelas forças policiais, pense duas vezes antes de os usar, primeiro porque a multa é cara e depois porque a GNR anda à caça desses aparelhos. Só em dois meses já encontrou seis e quem é apanhado paga uma coima de 500 euros, no mínimo.

Em três dias, entre 21 e 24 de Agosto, o destacamento de trânsito de Santarém da GNR já apreendeu três aparelhos. Já há um mês, entre 30 de Junho e 3 de Julho, a Guarda tinha apreendido outros três equipamentos detectores de radares, durante a primeira fase da operação “Hermes – Viagem Tranquila”.

Durante as acções de fiscalização, os militares verificaram a existência dos detectores de radares no interior de veículos. Até ao momento a GNR não tem qualquer operação específica dirigida a este tipo de situação. As situações têm sido detectadas pelas viaturas descaracterizadas da GNR que fazem o controlo de velocidade com sistemas de vídeo.

Os detectores apreendidos, segundo o Comando Territorial de Santarém, estavam instalados em veículos fiscalizados. “Os equipamentos são destinados a revelar a presença dos aparelhos especiais de controlo de velocidade em uso nas forças de segurança, tendo sido apreendidos e elaborados os respectivos autos de contra-ordenação”, informa a guarda.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo