Sociedade | 06-09-2017 08:58

Piscinas da Calhandriz fechadas por não haver quem as queira explorar

As piscinas foram encerradas em 2011 e continuam sem exploradores interessados.

As piscinas da Calhandriz, no Casal do Ulmeiro, União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz continuam encerradas e sem ninguém que se mostre interessado em explorá-las. Em 2015 a Sociedade Euterpe Alhandrense esteve em negociações com a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, actual responsável pelas piscinas, mas o acordo não chegou a efectuar-se.

“O investimento necessário ainda era avultado e na altura não houve condições da parte da Euterpe para conseguirmos avançar”, esclarece Jorge Zacarias, presidente da colectividade.


Além do valor do contracto em si, a Euterpe ainda teria de investir na “alteração da estrutura funcional, para poderem ser rentabilizadas e foi essa questão que nos limitou principalmente”, acrescentou Jorge Zacarias. Quando questionada sobre o assunto, a Câmara de Vila Franca de Xira confirmou que ainda não há mais ninguém interessado e que as piscinas continuam fechadas.


Recorde-se que as piscinas da Calhandriz foram inauguradas em 2002 e custaram perto de 560 mil euros resultantes de contrapartidas devidas ao município pelos impactos causados pelo aterro sanitário da Valorsul, em Mato da Cruz.

Quando foram encerradas, em 2011, eram utilizadas semanalmente, em média, por cerca de 35 utentes de utilização livre e 70 de actividade enquadrada. No primeiro semestre de 2011 foram registadas 4.446 utilizações da piscina, enquanto na piscina da Quinta das Drogas (em Alverca), foram registadas 28.831 utilizações nesse mesmo período. Os utentes que ali estavam foram enviados para as piscinas de Alverca.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo