Sociedade | 14-09-2017 12:15

Depois de assaltos e agressões moradores de Alhandra querem mais polícia na rua

Depois de assaltos e agressões moradores de Alhandra querem mais polícia na rua

Comerciantes, autarcas e moradores de Alhandra exigem atitude rápida da polícia para acabar com o sentimento de insegurança.

Duas famílias de etnia cigana que há dois meses foram viver para a vila de Alhandra, no concelho de Vila Franca de Xira, são apontadas como responsáveis pelo sentimento de insegurança que se faz sentir entre comerciantes e moradores, que reclamam uma atitude mais activa da polícia. Acusações que os visados refutam.


Há relatos de moradores sobre destruição e vandalismo de património público, passando por ameaças à integridade física de quem passa na rua e assaltos a estabelecimentos comerciais. Na última semana o assunto foi o tema principal de uma reunião entre o presidente da junta, Mário Cantiga (CDU), e duas dezenas de comerciantes da vila.


Os dedos são apontados a duas famílias que recentemente se mudaram para uma casa junto ao jardim dos peixinhos, mas a O MIRANTE Miguel Oliveira, um dos membros dessas famílias, garante que a comunidade é pacífica e que se tratam de acusações sem fundamento.

Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo