Sociedade | 12-10-2017 17:11

Suspeitos de assaltos a multibancos julgados em Santarém

Suspeitos de assaltos a multibancos julgados em Santarém

Seis arguidos estão em prisão preventiva, um cumpre pena de outro processo e dois estão em liberdade.

O Tribunal de Santarém começou esta quinta-feira, 12 de Outubro, a julgar nove suspeitos de assaltos a caixas Multibanco através de explosões por injecção de gás, ocorridos entre Outubro e Dezembro de 2015 nos concelhos de Santarém e Torres Novas.

Os arguidos, com idades entre os 22 e os 37 anos, são acusados pelo Ministério Público da prática de crimes de incêndio e explosões e de furto qualificado, na forma consumada e na forma tentada, e detenção de arma ilegal, entre outros.

Em causa estão os assaltos às caixas Multibanco instaladas junto à escola de primeiro ciclo da aldeia de Casével, no concelho de Santarém (em 05 de Outubro de 2015), e num anexo da colectividade de Alcorochel, no concelho de Torres Novas (em 19 de Outubro), e ainda a tentativa ocorrida no Verdelho, também no concelho de Santarém, em 11 de Dezembro, onde a Polícia Judiciária tinha uma operação montada para apanhar o gangue.

No caso de Casével, a explosão destruiu o equipamento, mas os assaltantes não conseguiram levar os cerca de 4.100 euros que estavam no seu interior, o que já não sucedeu em Alcorochel, onde se apoderaram de 10.950 euros.

No Verdelho, os assaltantes montaram o dispositivo para rebentar com a caixa ATM, mas a explosão não chegou a acontecer devido à intervenção da PJ, que deteve o condutor da viatura que aguardava para se porem em fuga. Os restantes suspeitos foram detidos posteriormente, em momentos diferentes, refere a acusação.

Dois dos arguidos não participaram nos assaltos às caixas Multibanco, mas estiveram envolvidos em furtos a residências no Entroncamento, em Ourém, em Pombal e em Abrã (Santarém), nos quais, além de objectos valiosos e de armas, se apropriaram de viaturas, algumas das quais utilizadas naqueles assaltos.

Seis dos arguidos estão em prisão preventiva, um está a cumprir pena por um outro processo e dois estão em liberdade, sujeitos a Termo de Identidade e Residência.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo