Sociedade | 14-10-2017 00:30

Duas dezenas de pessoas sofrem irritações oculares por químico agrícola em Almeirim

Duas dezenas de pessoas sofrem irritações oculares por químico agrícola em Almeirim

Recomenda-se que pessoas fiquem em casa e em caso de sintomas devem alertar os serviços de emergência

Duas dezenas de moradores do bairro do Pupo em Almeirim sofreram irritações oculares esta sexta-feira ao final do dia, devido a um produto químico aplicado num campo agrícola da zona, num terreno nas traseiras do kartódromo. As pessoas afectadas foram assistidas pelos bombeiros, que procederam à lavagem dos olhos, não tendo sido necessária assistência hospitalar.

Segundo o presidente da câmara, Pedro Ribeiro, que na altura não estava na cidade mas que acompanhou a situação em permanente contacto com os bombeiros e a GNR, tratou-se da aplicação do produto metame sódio, que “espalhou-se no ar”. “A situação, segundo as autoridades, foi normalizada mantendo-se a recomendação, para ficar dentro de casa e caso se verifique algum sintoma relacionado com a ocorrência, contactarem os serviços de emergência", refere o autarca.

O metame sódio “é um produto com acção fumigante, destinado a combater nemátodos e alguns fungos do solo. Aplicado nas doses e condições indicadas apresenta, ainda, acção contra insectos do solo e infestantes na fase de germinação das sementes”, refere o site na internet da empresa de produtos fitofarmacêuticos Sipcam Portugal.

Após a aplicação do produto deve-se regar o terreno tratado “para assegurar uma boa e uniforme penetração do produto no solo” e deve-se cobrir o terreno com plástico ou outro material impermeável e/ou proceder “à sua compactação para evitar a rápida perda de gás para a atmosfera”, refere o mesmo site no que que refere aos cuidados a ter com a aplicação do químico.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo