Sociedade | 14-10-2017 10:49

Polícia não encontrou autores de incêndios em Vialonga

Polícia não encontrou autores de incêndios em Vialonga

Proprietários não chegaram a receber um tostão dos prejuízos que tiveram.

Os autores dos actos de vandalismo que, em 2015, levaram à destruição de nove automóveis em Vialonga, concelho de Vila Franca de Xira, escaparam às autoridades e a maioria dos proprietários não chegou a receber um cêntimo pelos prejuízos que tiveram.

O caso foi arquivado pela polícia, depois de dois anos de uma investigação que não deu em nada, soube O MIRANTE junto de fonte policial. Oito dos nove proprietários acabaram por ter de arcar com as despesas porque apenas tinham seguro contra terceiros que não cobria actos de vandalismo. A maioria dos automóveis ficou totalmente consumido pelas chamas. Apenas num dos casos o dono do automóvel tinha seguro contra todos os riscos e, por isso, conseguiu que a seguradora suportasse o prejuízo. “Era o que já estávamos à espera, que isto não ia dar em nada, penso que a maioria já se estava a preparar para ter de pagar do seu bolso um carro novo. Quem se entreteve a fazer isto parou de repente e quem se lixou fomos nós. Só esperamos é que seja algo que não volte a acontecer”, conta Rogério Mendes, proprietário de um dos automóveis.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo