Sociedade | 15-11-2017 16:00

Há cada vez mais jovens com sintomas de stress em Alverca

São sinais “alarmantes”: os casos de stress em jovens com idades entre os 13 e os 15 anos estão a aumentar.

O número de jovens com sintomas de stress está a aumentar no Centro de Saúde de Alverca e a perspectiva é de que os números se mantenham elevados. Essa é a sensibilidade de Rui Domingos, psicólogo clínico daquela unidade de saúde, que no seu consultório tem atendido cada vez mais jovens com crises de pânico e ansiedade. “Sinto nas consultas um aumento dos casos de stress na globalidade mas mais preocupante ainda são as faixas etárias atingidas. Cada vez há mais jovens com sintomas alarmantes e muito preocupantes. Jovens de 13 e 15 anos a terem ataques de pânico e ansiedade porque não se sentem capazes, assoberbados por um conjunto de estímulos aos quais muitos não têm competência para dar resposta”, explica o clínico.


A melhor forma dos pais prevenirem os sintomas de stress - que em adultos e jovens pode ter como consequência final a depressão, aumento da pressão arterial ou esgotamento – passa por promover desde a infância a adopção de estilos de vida saudável. “Os jovens precisam de fazer exercício físico, têm de voltar para a rua, brincar, não podem passar horas à frente dos ecrãs. Dessa forma não socializam, fecham-se e vivem num mundo virtual que não é real. E depois quando saem para o mundo real não têm competências para o enfrentar”, nota.

Notícia completa na próxima edição semanal de O MIRANTE


Edição especial de aniversário nas bancas esta quinta-feira, 16 de Novembro

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo