Sociedade | 18-11-2017 00:07

Orquestra Sinfónica de Thomar procura mecenas para patrocinar o projecto inovador na região

Orquestra Sinfónica de Thomar procura mecenas para patrocinar o projecto inovador na região

Colectivo vai apresentar-se pela segunda vez em concerto na noite de 22 de Novembro, no Cine-Teatro Paraíso, em Tomar. As entradas são gratuitas.

A Orquestra Sifónica de Thomar (OST) está a procura de mecenas que estejam dispostos a patrocinar a orquestra, para que o projecto seja sustentável e permita a realização de concertos regulares na região do Médio Tejo, onde as orquestras sinfónicas não são muito evidentes.


Simão Francisco, vinte e oito anos, jovem maestro da OST, disse a O MIRANTE que a criação desta orquestra é a realização de um sonho, não só da Canto Firme de Tomar, mas também de uma enorme vontade do município de Tomar.

O maestro referiu ainda que a Orquestra conta já com um apoio significativo da autarquia e da Junta Urbana de Tomar, mas espera que a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo também possa constituir-se como um parceiro privilegiado, para envolver a região numa cultura musical diferente das ofertas actuais.

A Orquestra Sinfónica de Thomar é composta por cerca de cinquenta elementos, com uma média de idades a rondar os 25 anos. A constituir a Orquestra estão alunos do Conservatório de Artes da Canto Firme, alunos dos Cursos Profissionais de Música da Canto Firme/Agrupamento Templários, alunos de várias escolas do Ensino Superior de Música, Professores do Conservatório de Artes da Canto Firme, e vários profissionais provenientes de vários pontos do país!

A primeira apresentação da Orquestra Sinfónica de Thomar aconteceu no dia 22 de Dezembro de 2016. Este ano a segunda apresentação oficial da Sinfónica está marcada para dia 22 de Dezembro, pelas 21h00, no Cine-Teatro Paraíso de Tomar, para um concerto, que segundo o Maestro Titular, Simão Francisco, se prevê de grande qualidade e repleto de emoções.

Simão Francisco adiantou a O MIRANTE que o programa a apresentar "é super aliciante, sobretudo com música portuguesa a ocupar o seu devido lugar". O maestro desvendou ainda que as pessoas que forem assistir ao concerto serão brindadas com a " Suíte Alentejana nº 1", de Luís de Freitas Branco e com " a Sinfonia nº9", mais conhecida por "sinfonia do novo mundo", do compositor Checo, Antonín Dvorak.

Simão Francisco, que é também o Presidente da Direção da Canto Firme, termina apelando a presença de todos neste concerto, "além do importante apoio de possíveis mecenas, será importante o apoio da comunidade em geral, e a melhor forma de nos apoiarem é marcar presença no nosso concerto, que será de entrada gratuita!".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo