Sociedade | 28-11-2017 10:49

Regas em Coruche são feitas sem água da rede pública

Deputado Rui Aldeano (CDU) afirmou que existe algum desperdício de água na vila, nomeadamente nas regas dos espaços verdes, que são mal feitas e a horas erradas.

O presidente da Câmara de Coruche referiu que esse é dos poucos municípios do país onde os espaços verdes são regados sem utilizar água da rede pública. Francisco Oliveira (PS) falava na última assembleia municipal, depois de o deputado Rui Aldeano (CDU) ter afirmado que existe algum desperdício de água na vila, nomeadamente nas regas dos espaços verdes, que são mal feitas e a horas erradas, e no parque de caravanas que tem uma torneira que é usada de forma abusiva. “Parece-me que devia haver algum rigor por parte do município”, disse.

Francisco Oliveira explicou que toda a Avenida do Sorraia é regada por um furo que está no parque do Sorraia, da mesma forma que em toda a zona norte da vila o sistema de rega está ligado ao reservatório que recebe as águas de lavagem dos filtros das piscinas municipais.

Quanto ao parque de caravanas, o presidente da autarquia admitiu que pode haver lá uma torneira que seja usada de forma mais abusiva mas, se assim for, o município tem de a substituir. Já em relação aos fontanários, conta, a câmara colocou um contador e substituiu as torneiras. “Se verificarmos que aparecem valores de consumo de 50 euros em vez dos cinco a oito euros habituais, é porque estão a roubar e aí mandamos fechar”, adianta.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo