Sociedade | 05-12-2017 21:05

Absolvido condutor do camião acusado de deixar Tofu numa cadeira de rodas

Absolvido condutor do camião acusado de deixar Tofu numa cadeira de rodas

Companhia de seguros da empresa de camionagem para a qual o arguido trabalhava vai ter que pagar despesas da vítima por presunção de culpa do arguido.

O condutor do camião que esteve envolvido no acidente que atirou Gonçalo Neves para uma cadeira de rodas e totalmente dependente de terceiros, foi absolvido do crime de condução perigosa, devido à fragilidade das provas recolhidas pelas autoridades na altura do acidente.

O juiz do Tribunal do Cartaxo criticou a actuação das forças policiais que ocorreram ao acidente, no dia 1 de Setembro de 2011. “O juiz disse que não podia ser justiceiro, apesar de querer fazer justiça, mas não podia ser devido à falta de factos para comprovar como ocorreu o acidente”, explicou Sandra Martins, mãe de Gonçalo Neves, mais conhecido por Tofu, que assistiu à leitura da sentença.

Sandra Martins explicou a O MIRANTE que o juiz condenou, no entanto, a companhia de seguros da empresa de camionagem para a qual o arguido trabalhava por presunção de culpa do arguido. Ou seja, as despesas que Tofu já teve, e que venha a precisar no futuro, com tratamentos médicos, obras de adaptação da casa à nova condição de Gonçalo, que precisa de uma cadeira de rodas, vão ser pagas pela companhia de seguros do arguido. “Ainda não chegamos a um valor de indemnização. Essa situação vai agora ser avaliada”, explica a mãe de Gonçalo.

Sandra Martins aceita a decisão do juiz mas refere que o que a choca, desde o início deste processo que se arrasta nos tribunais há cerca de seis anos, foi a forma como tudo aconteceu. “O deficiente tratamento que os militares da GNR deram a este acidente. Não retiraram o tacógrafo do camião, não se fez um levantamento de nada e o relatório da ocorrência só apareceu mais de um ano depois. Foram erros a mais que levaram a esta decisão”, sublinha.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Médio Tejo