Sociedade | 13-12-2017 20:41

Preso foge do Tribunal de Vila Franca de Xira

Preso foge do Tribunal de Vila Franca de Xira

Fugitivo tem doença contagiosa, o que causou confusão no tribunal

Ao final da noite desta quarta-feira, 13 de Dezembro, as autoridades continuam à procura de um homem que, esta manhã, se evadiu do Tribunal de Vila Franca de Xira onde se encontrava detido para primeiro interrogatório.

O detido estava à guarda de dois elementos da Guarda Nacional Republicana e sofria de uma doença infecto-contagiosa, o que obrigou os juízes daquele tribunal a pedir que fossem compradas máscaras de protecção para que o interrogatório pudesse ter lugar. Máscaras que apenas foram distribuídas a quem estava em contacto directo com o suspeito. No final do interrogatório o juiz determinou a sua prisão preventiva até ao julgamento e foi nesse momento que o homem decidiu e conseguiu fugir. Primeiro esgueirou-se para a sala das testemunhas, desceu as escadas do edifício, atravessou todo o tribunal e saiu pela porta das traseiras sem ser identificado ou travado, confirmam várias fontes daquele tribunal ouvidas por O MIRANTE.

As autoridades policiais encerraram todo o edifício para vasculhar o espaço a pente fino mas o suspeito já se encontrava no exterior. A situação gerou pânico e confusão entre quem estava no edifício. Esta não foi a primeira vez que detidos tentaram fugir do tribunal. Há cerca de dois anos um homem atirou-se da janela do primeiro andar onde decorria o julgamento e conseguiu fugir, para ser apanhado poucas horas depois junto à ponte Marechal Carmona, que liga Vila Franca de Xira ao Porto Alto. Outro caso, mais recente, envolveu um preso que também conseguiu fugir aos guardas prisionais mas enganou-se na porta de saída e acabou encurralado nos arquivos do edifício. Foi apanhado horas depois pela Judiciária.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo