Sociedade | 16-12-2017 18:24

Foram à procura de uma vida melhor e acabaram a vender no Mercado

Foram à procura de uma vida melhor e acabaram a vender no Mercado
FEIRAS E MERCADOS - CARTAXO

A vendedora mais velha e mais nova tentam manter o espaço com vida à espera de mais clientes

São oito da manhã e Maria da Conceição, de 81 anos, indiferente ao frio, já está a postos para vender os legumes que cultiva na sua horta, com a ajuda da filha e dos três netos. Na banca, junto à porta que dá para o estacionamento onde se fazem as cargas e descargas há um intenso aroma a flores, tal como um pouco por todo o mercado, porque a florista do espaço espalha vários ramos pelas bancas dos outros vendedores como forma de publicitar os produtos.


Ao entrarmos no Mercado Municipal do Cartaxo é notável a consideração que os vendedores têm por aquele local, que fazem questão de manter sempre limpo. As paredes caiadas a branco e bege, assim como o chão coberto de mosaicos da mesma cor, transmitem uma sensação de tranquilidade àqueles que visitam o local. Assim que entramos sentimos de imediato o cheiro a flores, que a florista do mercado faz questão de pendurar, estrategicamente, junto a cada uma das bancas.

Reportagem completa para ler na edição semanal de O MIRANTE AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1333
    11-01-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1333
    11-01-2018
    Capa Médio Tejo