Sociedade | 28-12-2017 15:29

Requalificação da Nacional 10 arranca no início do ano

Investimento ronda os 6,6 milhões de euros.

A primeira fase do projecto de requalificação da Estrada Nacional 10 entre Alverca e a Póvoa de Santa iria, que visa transformar aquela via numa avenida urbana, arranca já no início do próximo ano.

Com um investimento aproximado de 6,6 milhões de euros, co-financiados através de fundos comunitários do quadro de apoio Portugal 2020, a primeira fase da intervenção situa-se entre o extremo sul da Póvoa de Santa Iria e a entrada de Alverca do Ribatejo (junto à rotunda do Aki), fazendo o atravessamento dos aglomerados urbanos da Póvoa de Santa Iria e do Forte da Casa. Com um prazo de execução de 365 dias, a primeira fase da requalificação abrange 5,2 quilómetros, dotando este troço da EN10 “com uma rede de infraestruturas que potenciam uma mobilidade urbana sustentável e amiga do ambiente”, explica a câmara.

O projecto de requalificação da EN10 prevê criar uma rede ciclável e pedonal que, na sua totalidade, irá estender-se desde a Póvoa de Santa Iria - junto ao viaduto de acesso ao Parque Logístico Marinhas D. Ana - até Alverca do Ribatejo (junto à rotunda da Silveira). Além das ciclovias estão previstas várias medidas de acalmia de tráfego e desenho viário, “promovendo a redução das velocidades de circulação e a partilha mais equilibrada do espaço público”. A obra que será agora objecto de concurso público inclui ainda a execução de passeios, eliminação de barreiras arquitectónicas, renovação de mobiliário urbano, iluminação pública e abrigos de passageiros. Uma vez concretizada, a intervenção “irá representar uma transformação deste troço da EN10 numa avenida urbana, criando um corredor verde ao longo da via”, nota a câmara.

No concelho já existe uma rede de ciclovias com 11 quilómetros de extensão, no Caminho Ribeirinho entre Vila Franca de Xira e Alhandra (4,5 kms) e no Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo entre Póvoa de Santa Iria e Alverca (6,5 kms). A ambição do município é vir a ter 100 quilómetros de ciclovia no seu território, entre a Vala do Carregado (extremo norte do concelho) e a Póvoa de Santa Iria (extremo sul).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo