Sociedade | 29-12-2017 17:31

Presépios para todos os gostos para visitar no Sardoal

Presépios para todos os gostos para visitar no Sardoal

Capelas, igrejas e o Centro Cultural têm exposições promovidas por diversos entidades para ver até ao final de Janeiro de 2018.

Dezoito exemplares de presépios, uma pequena amostra da grande colecção de novecentos exemplares propriedade da Diocese de Portalegre e Castelo Branco estão em exibição no Centro Cultural Gil Vicente, no Sardoal, até 27 de Janeiro.


A mostra “Presépios de Portugal – O Imaginário Tradicional”, organizada por João Soares em colaboração com Filomena Gaspar e Ana Rosa Carita, pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 16h00 às 18h00, e ao sábado e domingo das 15h00 às 18h00.


A anteceder a inauguração da exposição houve uma caminhada pelas igrejas e capelas da vila para ver os presépios feitos pelas várias associações numa resposta ao desafio da câmara a toda a comunidade. O presidente do munícipio, Miguel Borges, afirmou que o objectivo desta mostra passa por evocar o espírito natalício e continuar a aposta no turismo religioso para atrair visitantes nacionais e estrangeiros a Sardoal.


Foram visitadas a Capela do Espírito Santo, com um presépio da autoria de populares, a Capela de Nossa Senhora do Carmo, propriedade da Câmara de Sardoal, a Igreja Matriz de Santiago e São Mateus, a Capela de Santa Catarina, com um presépio feito pelo GETAS (Grupo Experimental de Teatro Amador de Sardoal), onde os presentes foram brindados com a primeira apresentação oficial do Coro do GETAS, dirigido pelo maestro Aníbal Lobato, depois de uma ausência de catorze anos.


Nos dias 23, 30 e 31 de Dezembro as igrejas e capelas abrem de novo as portas, entre as 14h00 e as 17h00, para que os presépios possam ser visitados. No dia 23 de Dezembro, o município disponibiliza transporte para visitar as capelas e igrejas das freguesias, com ponto de encontro no Centro Cultural Gil Vicente às 15h00. A iniciativa, realizada pela primeira vez, conta com o envolvimento das paróquias e da população.


A visita aos presépios das capelas e igrejas fora da vila tem uma duração prevista de duas horas, com passagem por Valhascos, Cabeça das Mós, Presa, Santa Clara, Panascos, Vale das Onegas, Santiago de Montalegre, Andreus e São Simão.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo