Sociedade | 06-01-2018 17:39

Hospital Distrital de Santarém continua sem sistema informático

Hospital Distrital de Santarém continua sem sistema informático
Foto - O MIRANTE

Problema dura desde quinta-feira. Registos e receitas são feitos em papel

A previsão avançada pelo presidente do Conselho de Administração do Hospital Distrital de Santarém, de que o sistema informático, que ficou inactivo a meio da tarde de quinta-feira, voltaria a funcionar ao fim do dia de ontem, não se concretizou e O MIRANTE não conseguiu saber quando tal poderá acontecer.

Sem informática, todo o trabalho, nomeadamente pedidos de exames, consultas de resultados, emissão de receitas, altas, relatórios, etc, etc, estão a ser feitos como antigamente à mão e em papel.

Para se poder imaginar o transtorno que a situação está a causar, um médico de serviço na urgência que antes podia requisitar exames através do terminal do computados e consultar aí os resultados, tem agora que fazer a requisição em papel para a mesma ser levada ao serviço respectivo por uma auxiliar que também tem que trazer os resultados em papel ou as radiografias impressas em película. E todos os registos que o médico fizer ou receitas que passar, têm que ser feitos manualmente, em papel.

No site do Serviço Nacional de Saúde, na zona onde são disponibilizadas informações sobre o tempo médio de espera nas urgências hospitalares bem como o número de pessoas em espera, o Hospital de Santarém é o único onde tais dados não são disponibilizados, aparecendo, por defeito, a informação de que não há ninguém à espera de atendimento.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo