Sociedade | 10-01-2018 11:37

Câmara de Alcanena vai criar Observatório Ambiental

A estrutura é constituída por representantes de 17 instituições.

O executivo da Câmara de Alcanena aprovou por unanimidade a criação do Observatório Ambiental, para monitorizar e promover a sustentabilidade ambiental do concelho. Essa estrutura é constituída por representantes de 17 instituições (Agência Portuguesa do Ambiente, GNR, Agrupamento de Centros de Saúde, Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, Universidade de Aveiro, Quercus, Zero, entre outras), com coordenação do município.

O Observatório Ambiental vai realizar os planos de acção, que incluem uma plataforma de divulgação ambiental, e outros projectos que possam candidatar-se a financiamentos comunitários.

O objectivo passa por partilhar sinergias e informação entre as várias entidades, para encontrar soluções para os problemas ambientais que afectem o concelho de Alcanena

A vereadora Maria João Rodolfo (PSD/CDS/MPT) aplaudiu a iniciativa mas disse que a nível dos planos de acção a proposta é muito ampla e que se pode perder a exequibilidade da mesma perante tantas entidades. Sugeriu ainda que o Observatório tivesse também um representante da assembleia municipal.

A presidente da Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), explicou que o Observatório é uma comissão sobretudo técnica e não política. Pretende-se que sejam debatidos os problemas ambientais e soluções para o concelho, de acordo com as várias áreas de intervenção.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo