Sociedade | 11-01-2018 16:02

Governo injecta 13,3 milhões no Hospital de Santarém para pagamento de dívidas

Governo injecta 13,3 milhões no Hospital de Santarém para pagamento de dívidas

Entrada de dinheiro fez-se através de aumento de capital e visa garantir a sustentabilidade financeira

O Governo injectou 13,3 milhões de euros no Hospital de Santarém, através do aumento do capital estatutário da unidade de saúde. Este montante vai servir para pagar dívidas a fornecedores. O conselho de administração do hospital salienta que este aumento de capital pretende satisfazer os “compromissos assumidos pelo Estado e pelo Hospital de Santarém no controlo da despesa, reduzindo muito substancialmente o prazo médio de pagamento”.

O aumento de capital do hospital público, que com esta verba fica agora num total de 107 milhões de euros, foi decidido em despacho conjunto do Ministério da Saúde e do Ministério das Finanças. Para a administração hospitalar, esta decisão “reforça ainda mais” a capacidade de resposta do hospital às necessidades das populações que serve.

Em declarações a O MIRANTE, o administrador do hospital, José Josué, salienta que ao longo dos anos o Governo tem tido esta prática de modo a reforçar a capacidade e o equilíbrio financeiro dos hospitais. “Este reforço de capital estatutário visa garantir a sustentabilidade das entidades do Serviço Nacional de Saúde, através da melhoria da sua eficiência operacional, da melhor adequação de recursos disponíveis e a valorização do seu bom desempenho”, refere um comunicado do Hospital de Santarém EPE (Entidades Públicas Empresariais).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo