Sociedade | 13-01-2018 14:01

Autarcas de Vila Nova da Barquinha retiram sem abrigo da rua

Autarcas de Vila Nova da Barquinha retiram sem abrigo da rua
Foto O MIRANTE

José Peixoto foi alojado pela junta de freguesia nos balneários do desactivado campo de futebol da Moita, transformados em habitação.

José Peixoto tem 61 anos, é natural de Vila Nova da Barquinha e viveu nas ruas de Lisboa vários anos. No Verão passado regressou à terra natal e dormia na rua. Nunca casou, não tem filhos, nem família que o ajudasse. Depois da morte dos pais os irmãos venderam a casa de família e José ficou sem sítio onde morar.

Em Julho, numa corrida de rotina, o presidente da Junta de Freguesia da Barquinha, João Machado, e Emílio Miranda, secretário da assembleia de freguesia, depararam-se com a situação e decidiram ajudar José.

O balneário do campo de futebol do extinto Grupo Desportivo da Moita foi a solução encontrada para alojar o sem abrigo que desde Julho de 2017 mora naquele espaço.

A Junta da Barquinha tem a intenção de construir naquele espaço um alojamento social, que permita dar resposta a situações semelhantes à de José que existem em Vila Nona da Barquinha.

"Há pelo menos mais dois casos que precisam de alojamento digno", explicou João Machado a O MIRANTE. E a junta pretende encontrar os meios para construir o alojamento social naquele espaço, que estava desactivado.

* Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1333
    11-01-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1333
    11-01-2018
    Capa Médio Tejo