Sociedade | 15-01-2018 14:01

Confraria Ibérica do Tejo diz que política de transvases “não é aceitável”

Confraria Ibérica do Tejo diz que política de transvases “não é aceitável”
Foto arquivo O MIRANTE

O Tejo tal e qual como está nos dois países necessita de uma intervenção que vai além das intervenções governamentais ibéricas.

A Confraria Ibérica do Tejo (CIT) defendeu que a política de transvases no rio Tejo "não é aceitável" e que os problemas que afectam o rio devem ser encarados como um problema europeu.

"Há necessidade de rever algo que não está bem, por exemplo a politica dos transvases, que não é aceitável. O Tejo tal e qual como está nos dois países [Portugal e Espanha] necessita de uma intervenção que vai além das intervenções governamentais ibéricas, porque o Tejo é um rio europeu. Este problema deve ser encarado como um problema europeu", afirmou João Serrano.

Este responsável da CIT falava à margem do II Seminário Transfronteiriço sobre Desenvolvimento das Comunidades Ribeirinhas do Rio Tejo, que decorreu em Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco. Apesar dos problemas que afectam o rio, João Serrano mostrou-se optimista, mas defendeu que o Tejo necessita de acompanhamento e de atenção para que sejam encontradas formas de, em conjunto, resolver os problemas que o afectam.

"O que está a acontecer hoje aqui em Vila Velha de Ródão revela a vontade de fazer em parceria. Estamos disponíveis para ajudar e colaborar. Temos recolhidas 41 propostas de investimento para três áreas, economia, ambiente e cultura e todas elas são complementares. Estão cá as entidades que podem olhar para estas propostas e dizer que vale a pena", frisou João Serrano.

O responsável da CIT, entidade organizadora do seminário, explicou ainda que vão apresentar uma carta de intenções para recuperar o rio Tejo, sendo que o documento será levado à Assembleia da República, ao Presidente da República e ao Governo. Vai ser também entregue na embaixada de Espanha em Portugal e ao presidente do Governo espanhol, sendo que o objectivo passa também por apresentá-lo ao Parlamento Europeu e ao presidente da Comissão Europeia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo