Sociedade | 20-01-2018

Moradores queixam-se de falta de segurança depois de incêndio

Em causa está o acesso à praceta, que em situações de urgência, dificulta o trabalho dos meios de socorro.

Os moradores da Praceta n.º2, na Quinta das Drogas, em Alverca, onde deflagrou um incêndio na madrugada desta sexta-feira, 19 de Janeiro, sentem-se inseguros.

Em causa está o acesso à praceta, que em situações de urgência, dificulta o trabalho dos meios de socorro.

Para Joaquim Graça Pires, um dos habitantes do apartamento afectado pelas chamas, podia ter acontecido uma tragédia.


Também Manuel Lourenço, habitante do prédio em frente ao que ocorreu o incêndio, apontou várias falhas na construção da praceta e alertou para o perigo caso a situação não seja resolvida urgentemente.

No local estiveram 13 elementos dos Bombeiros apoiados por quatro veículos. Para já ainda não se conhecem as causas do incêndio.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo