Sociedade | 03-02-2018 14:03

Municípios preocupados com pilares da Ponte Rainha D. Amélia

Municípios preocupados com pilares da Ponte Rainha D. Amélia
CARTAXO
Foto O MIRANTE

Infraestruturas de Portugal esteve no local a verificar a situação.

Os municípios de Salvaterra de Magos e Cartaxo continuam preocupados com as fundações dos pilares da Ponte Rainha D. Amélia, que liga as localidades de Muge (concelho de Salvaterra de Magos) e Porto de Muge (concelho do Cartaxo). O presidente do município de Salvaterra, Hélder Esménio (PS), aproveitou a reunião recente com responsáveis da Infraestruturas de Portugal (IP) para manifestar a sua preocupação com essa situação, tendo por base o último relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Nesse relatório da APA refere-se que a “não retirada da plataforma de trabalho da construção da ponte ferroviária funciona como um esporão que origina vórtices, responsáveis pela formação da fossa de erosão encontrada, assim como o levantamento batimétrico mandado realizar pela Câmara do Cartaxo, que refere o desassoreamento do leito do rio imediatamente a jusante dos pilares com a existência de fundões e a excessiva erosão em torno dos mesmo”, explicou Hélder Esménio.

Nessa mesma reunião, a IP solicitou à Câmara de Salvaterra de Magos o envio de toda a informação relativa a levantamentos feitos à estrutura e às fundações - documentação que também será enviada ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil -, para que possam efectuar a avaliação técnica da situação. Esménio informou ainda que, depois da reunião com a empresa, uma equipa da IP esteve no local a verificar as situações relatadas.

Em 2015 (ver edição O MIRANTE 23 Junho 2015) a Ponte Rainha D. Amélia esteve encerrada uma vez que decorreram trabalhos de inspecção da estrutura. A inspecção foi pedida pelos dois municípios à empresa Teixeira Duarte, que aceitou o serviço. A responsabilidade para a execução da conservação e manutenção desta ponte é de ambos os municípios.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo