Sociedade | 05-02-2018 16:02

Alverca quer memorial às vítimas das cheias de 1967

A intenção foi revelada pelo presidente da junta, Carlos Gonçalves.

A União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho quer construir no seu território um memorial às vítimas das cheias de 1967, que provocaram vários mortos no concelho de Vila Franca de Xira e, em particular, na aldeia das Quintas, freguesia de Castanheira do Ribatejo. A intenção foi revelada em assembleia de freguesia pelo presidente da junta, Carlos Gonçalves.


“Um munícipe, Mário Sá Pereira, já nos tinha feito uma proposta semelhante. Estamos a pensar ou num topónimo ou num monumento. Quem sabe se a solução final não poderia partir de uma comissão de alverquenses. E nós apoiávamos essa ideia. Achamos que o memorial deve ser edificado no local que teve mais vítimas, que foi junto ao cemitério”, explicou o autarca.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo