Sociedade | 28-02-2018 16:21

Investigação à morte de piloto de barra do Cartaxo

Investigação à morte de piloto de barra do Cartaxo

Acidente ocorreu cerca da 01h30, na baía de Cascais, quando Miguel Conceição desembarcava do navio “Singapura Express” para a lancha dos pilotos e caiu à água.

O Ministério do Mar e a Administração do Porto de Lisboa lamentaram esta quarta-feira, 28 de Fevereiro, a morte de um piloto de barra natural do Cartaxo, ocorrida em serviço esta madrugada e anunciaram que está a decorrer uma investigação técnica ao acidente.

Na mesma nota, as duas entidades participam, "com profundo pesar", o "trágico falecimento do piloto de barra, Miguel Conceição, ocorrido esta madrugada em serviço", e apresentam as condolências à família.

O acidente ocorreu cerca da 01h30, na baía de Cascais, quando Miguel Conceição desembarcava do navio “Singapura Express” para a lancha dos pilotos e caiu à água, tendo vindo a falecer, apesar dos esforços e das tentativas de resgate efectuadas, descreveram.

"Decorre neste momento a investigação técnica para apurar as causas do acidente que levou a esta tragédia", afirmaram, destacando que as tentativas de resgate foram dificultadas pelas condições meteorológicas e pelo estado do mar.

O porta-voz da Marinha, Pedro Coelho Dias, explicou que a operação de desembarque decorria a sul de Cascais e que, por causa das condições adversas no mar, com ondas de quatro metros, não foi possível aos elementos da embarcação que acompanhavam o piloto alcançá-lo no imediato, tendo sido possível depois recuperar o corpo.

Seis barras do Continente estão hoje fechadas a toda a navegação e outras cinco estão condicionadas devido à agitação marítima forte, de acordo com a Marinha Portuguesa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo