Sociedade | 05-03-2018 15:16

Linhaceira celebra centenário das suas escolas até Outubro

Momento principal das comemorações acontecerá em Outubro, altura em que será lançado um livro sobre a história local.

A actuação de um grupo galego que tem o nome da aldeia tomarense da Linhaceira, no próximo dia 31, marca o arranque da fase final das comemorações do centenário das escolas desta localidade do distrito de Santarém.

A comemoração, que se iniciou em 2013, quando passaram cem anos sobre a primeira deliberação da Câmara de Tomar de construir a escola, culmina assinalando os cem anos da sua inauguração (em 1918) com um programa que arranca na noite de 31 de Março, com o grupo Liñaceira, oriundo da Galiza, e que, parado há uns anos, decidiu reunir-se de novo propositadamente para um concerto na aldeia.

Além da proposta feita pelo grupo quando tomou conhecimento da existência da aldeia e das comemorações que está a promover, o programa, que se vai estender até outubro, inclui “outra revelação surpreendente”, a existência de um filme dos anos 1950, “Ar, água e luz”, com as participações de Raul Solnado e Armando Cortez, gravado na escola da Linhaceira e na foz do rio Nabão.

A película, “de carácter pedagógico, que abordava o ensino da natação, contando com a presença de Vasco Jacob, que ensinou gerações em Tomar”, vai ser restaurada, numa parceria das quatro entidades que promovem as comemorações com a Cinemateca, e apresentada publicamente em data que será posteriormente anunciada, afirma uma nota de divulgação da iniciativa.

Promovidas pela Associação Cultural e Recreativa, pela Associação de Pais e Amigos das Escolas de Linhaceira, pela Câmara de Tomar e pela Junta de Freguesia de Asseiceira, com coordenação de Nuno Garcia Lopes, as comemorações incluem o Prémio Literário A Escola, de “âmbito nacional, concelhio e de freguesia”, e uma “plantação simbólica de linho, a planta que tudo indica estar na origem do topónimo”.

O momento principal das comemorações acontecerá em outubro, altura em que será inaugurada uma exposição e lançado um livro sobre a história local, bem como a recriação de uma aula e de um dia na aldeia há cem anos, que contará com a participação do Rancho Folclórico de Linhaceira e de outros agrupamentos etnográficos, tendo sido lançado “o repto a toda a população para se vestir à época e participar ativamente” no evento.

A organização realça o facto de ocorrer durante a comemoração o lançamento da obra de construção do Centro Escolar da Linhaceira, que aguarda apenas o visto do Tribunal de Contas, “uma coincidência temporal marcante quando a aldeia celebra o centenário daquele que foi o seu primeiro equipamento colectivo”.

Desde o arranque das comemorações, em 2013, foram concretizadas iniciativas como a publicação dos livros “Linhaceira e as suas escolas” e “História de Asseiceira em miúdos”, bem como perto de 2.000 artigos, numa cadência diária, no blogue Biblioteca de Temas Linhaceirenses, dedicado à História da aldeia e da freguesia, e que já teve mais de 270.000 visualizações, estando a decorrer o Concurso de Fotografia Carnaval da Linhaceira, refere a nota.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo