Sociedade | 13-03-2018 11:02

Ucharia do Conde reactivada e explorada pela ADIRN

Espaço é propriedade da Câmara de Ourém e reabre a 28 de Março.

A ADIRN (Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte) vai explorar o espaço da Ucharia do Conde, no centro histórico de Ourém. A proposta de protocolo, que define a cedência de utilização e de exploração do espaço à ADIRN, foi aprovada pelo executivo municipal de Ourém em sessão camarária.

O edifício, que estava encerrado há vários meses, reabre no dia 28 de Março, e o objectivo da autarquia é reactivar a Ucharia do Conde. “O objectivo é instalar uma Taverna Medieval, com espaço de promoção e comercialização de produtos locais e a dinamização de um pólo da Escola de Artes Medievais”, explicou o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque (PSD/CDS).

O proposta inclui também a utilização da antiga escola primária da vila medieval de Ourém. Este espaço vai servir de apoio à realização de eventos no Castelo de Ourém, além de ser também um espaço para ensaios e arrumos. “Este protocolo pretende optimizar a utilização da Ucharia do Conde e contribuir para a criação de novos postos de trabalho, proporcionando melhorias nas actividades económicas e culturais locais, beneficiando a população residente e também os turistas”, realça.

A Ucharia do Conde situa-se no edifício da antiga prisão da vila medieval de Ourém, tendo sido reactivada em 2011 para ser dinamizada pela associação Fundo Social dos Trabalhadores da Câmara de Ourém. Na altura era um espaço de promoção de produtos locais.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo