Sociedade | 15-03-2018 17:40

Transportes públicos são um problema para a população

Transportes públicos são um problema para a população
VILA FRANCA DE XIRA
Foto O MIRANTE

Horários desajustados e mau estado do material circulante são as principais queixas.

Horários que não correspondem às necessidades e desfasados entre os diversos operadores, falta de abrangência do passe social L123 e material circulante rodoviário e ferroviário em mau estado. É assim que estão a funcionar os transportes públicos no concelho de Vila Franca de Xira.


A análise foi feita numa assembleia municipal extraordinária em que se fez o ponto de situação da descentralização dos serviços públicos de transporte com dois responsáveis da Área Metropolitana de Lisboa (AML). A sessão foi dura para aqueles responsáveis, que tiveram de ouvir dos eleitos municipais o que a maioria da população pensa sobre a qualidade dos serviços prestados.


“A estação da Castanheira nem sequer tem transporte público que a sirva, excepto os táxis quando algum taxista se lembra de lá ir. Assistimos a grandes debilidades na articulação do transporte ferroviário com o automóvel. Há défice de cobertura da rede de transportes em algumas zonas da AML cuja oferta não se adapta às necessidades de mobilidade da população. O elevado número de títulos de transporte encarece as viagens e muitos abrigos rodoviários estão degradados”, lamentou António Martins, do CDS.

Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE AQUI

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo