Sociedade | 18-03-2018 16:00

Benavente junta associações e população para celebrar Abril

Benavente junta associações e população para celebrar Abril
Foto O MIRANTE

Programa das comemorações de Abril pode ser consultado na totalidade no site do município

O município de Benavente vai celebrar, entre os dias 20 e 25 de Abril, os 44 anos da revolução dos cravos com um conjunto de actividades que incluem desporto, bailes, sevilhanas, jogos tradicionais, actividades lúdicas, artesanato, desfiles e almoços de convívio. Isto sem faltar a tradicional sessão solene evocativa da data, que se realiza este ano pelas 14h30 nos paços do concelho, no dia 25 de Abril. Logo a seguir, pelas 15h00, as associações da freguesia desfilam pela vila para depositar uma coroa de flores junto à estátua dos trabalhadores rurais, seguida de largada de pombos.


A programação foi aprovada na última reunião pública de câmara com os votos favoráveis da CDU, a abstenção do PSD e os votos contra do PS. Carlos Coutinho (CDU), presidente do município, diz que são poucos os municípios da região a apresentar um programa tão vasto como Benavente e congratula-se pelo empenho dos serviços em planear, com antecedência, um programa que é vasto. “O 25 de Abril é do povo e ele participa activamente nas comemorações, sem cunhos políticos ou obrigação”, afirmou.


O autarca teve de enfrentar duras críticas por parte da oposição, em especial do PS, que acusou o programa de ser “mais do mesmo”, “pobre”, “triste” e com “cheiro a mofo”. Pedro Pereira lamentou que o PS, juntamente com o PSD, não tivessem sido chamados a contribuir com ideias e apenas tivessem sido confrontados com uma proposta final. “É o 25 de Abril do PCP, com um desrespeito pelos eleitos e vereadores do PS. A programação já nos chegou como dado consumado e temos o direito de ser ouvidos. Assim assistimos a um programa que é mais do mesmo”, lamentou.


Do lado do PSD, também Ricardo Oliveira lamentou que não se desse “um passo mais além” para melhorar o programa. “Não temos razões suficientes para reprovar esta programação mas, tal como defendi no passado, este modelo carece de uma reflexão. Precisamos de um modelo de comemorações que aproxime as pessoas das comemorações. Por exemplo, que a cerimónia da sessão solene se realizasse ao ar livre junto à praça do município, com um púlpito. O salão nobre é pequeno para todos os que querem assistir”, defendeu o autarca.


Carlos Coutinho admitiu que o programa poderia ter vindo “atempadamente” ao conhecimento dos vereadores e prometeu no futuro “avaliar e estudar” o que poderá ser feito para ir ao encontro das sugestões da oposição.


O programa das comemorações de Abril pode ser consultado na totalidade no site do município e nas agendas culturais impressas que se encontram espalhadas pelo concelho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo