Sociedade | 19-03-2018 07:40

Nova frota de limpeza e recolha de resíduos custou 1,2 milhões

Nova frota de limpeza e recolha de resíduos custou 1,2 milhões
Ourém
Foto DR

“O município ficará mais bem servido”, declarou o presidente da câmara.

A nova frota de limpeza urbana e recolha de resíduos sólidos urbanos (RSU) do concelho de Ourém, serviços prestados pela empresa SUMA, foi inaugurada no dia 8 de Março, representando um investimento de 1,2 milhões de euros. Durante a apresentação dos novos veículos, o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque (PSD/CDS), destacou a importância do investimento. “O município ficará mais bem servido”, declarou, salientando que os munícipes “também irão beneficiar e muito desta nova frota”.


Agradecendo o esforço da empresa, Luís Albuquerque adiantou que o trabalho desta é válido e o sinal de que efectivamente é positivo prende-se com o facto de o município não ter muitas reclamações. O autarca apontou ainda o empenho da SUMA para prestar um “serviço adequado” em Fátima por ocasião das grandes peregrinações ao santuário.


“Divididas em cinco viaturas recolhedoras/compactadoras de RSU de diversas capacidades, uma viatura lava contentores de 8.000 litros e uma viatura varredora-aspiradora”, os veículos que “estão agora ao serviço da salubridade e higiene públicas deste município seguem a norma Euro 6, apresentando baixas emissões de partículas e poeiras finas, baixa emissão de CO2, redução dos consumos de gasóleo e do ruído produzido, cumprimento com as mais recentes normativas europeias”, informou a SUMA.


O presidente do conselho de administração da SUMA, Jorge Rodrigues, realçou que desde 1996, quando foi celebrado o primeiro contrato com o município de Ourém a empresa “terá sempre demonstrado empenho na obtenção de resultados de excelência” para “a melhoria da qualidade de vida das populações”. Jorge Rodrigues adiantou que o valor agora investido “reflecte a confiança e a vontade de fortalecer a presença no concelho e que se prolongará até pelo menos 2021”.


A SUMA teve em 2016 um volume de negócios consolidado de 261 milhões de euros, ano em que tinha cerca de 4.200 trabalhadores no país. Além de Portugal, a empresa está presente em Angola, Brasil, Moçambique, Cabo Verde e Omã.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo