Sociedade | 31-03-2018 16:06

Loja de venda automática de comidas e bebidas tira o sono a moradores

Loja de venda automática de comidas e bebidas tira o sono a moradores
Moradores queixam-se que há quem tenha causado danos nas portas dos prédios

Situação passa-se na Rua Pedro de Santarém, no centro de Santarém

Dois moradores da Rua Pedro de Santarém, em Santarém, foram à reunião de câmara de segunda-feira queixar-se dos danos, barulho e sujidade causados pelos frequentadores de uma loja de venda automática de comidas e bebidas existente na zona e que está aberta 24 horas por dia. As primeiras queixas junto da autarquia foram feitas em Maio do ano passado e como a situação entretanto não se alterou decidiram voltar à carga.
“A situação vem-se agravando cada vez mais e pode descambar um dia. Depois não sabemos quem vai assumir responsabilidades”, disse um dos moradores, representante dos condomínios dos números 72 e 74. Os queixosos dizem que há pessoas que passam ali a noite inteira, fazem necessidades junto à porta dos prédios e já causaram danos nas portas. A PSP já recebeu algumas queixas e os moradores pedem que se equacione a mudança daquela loja para outro local, menos prejudicial ao descanso dos moradores.
Na resposta, o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), disse que tem uma reunião pedida à PSP para abordar alguns assuntos relacionados com vandalismo na cidade e afirmou que espera ter uma resposta para dar aos queixosos dentro de duas semanas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo