Sociedade | 04-04-2018 16:45

Restaurante no concelho de Ourém sem água canalizada

Assunto foi discutido publicamente mas o nome do restaurante não foi divulgado.

Há um restaurante no concelho de Ourém que está a funcionar sem água canalizada. O presidente do município, Luís Albuquerque (PSD/CDS), disse que o actual executivo teve conhecimento da situação há pouco tempo e que os proprietários do estabelecimento já foram notificados para reunirem com o vereador do Ambiente e resolverem a situação. Confrontado por O MIRANTE, Albuquerque recusou-se a dizer qual o restaurante que não está ligado à rede. Afirmou, no entanto, que esta é uma situação “muito grave” que tem que ser resolvida o mais rápido possível.


O MIRANTE sabe que a situação está, alegadamente, relacionada com uma dívida de água que não foi paga, tendo sido cortado o fornecimento. Desde essa altura que o restaurante recorre a um furo artesiano. Além do abastecimento de água, Albuquerque referiu também que ainda existem muitos cidadãos que vivem em locais com saneamento que não estão ligados à rede pública. “Temos vindo a notar que desde que a ligação ao ramal de água é grátis que tem havido uma adesão muito grande mas mesmo assim ainda há pessoas que resistem a ligarem-se à rede de saneamento”, disse.


A Câmara de Ourém vai avançar nos próximos meses com um estudo sobre o aquífero no concelho. O estudo técnico já foi adjudicado à Be Water e vai ser feito, durante os próximos dois anos, através de uma empresa de consultoria ambiental, a Ecointegral. O objectivo é perceber como se encontram os recursos de água do concelho e como é feita a sua utilização. Vão ser actualizados os cadastros dos furos de captação e se existe excesso de exploração. Actualmente, cerca de 20 por cento de água colocada na rede de abastecimento do município é dada como perdida.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo