Sociedade | 22-04-2018 16:08

Homens também são vítimas de violência doméstica

Homens também são vítimas de violência doméstica
FOTO O MIRANTE - Patrícia Fernandes é comandante do posto da GNR de Alcanena

Patrícia Fernandes, que comanda a GNR de Alcanena, diz que os casos de violência doméstica devem ser denunciados e que quem conhece situações desse tipo deve ter coragem para ser testemunha.

A comandante do Posto da GNR de Alcanena, Patrícia Fernandes, revelou que já teve um caso de um homem vítima de violência doméstica que se recusou a falar com ela por ser mulher. "Pediu para falar com o meu colega, pois não se sentiu à vontade comigo por eu ser mulher”, contou a sargento, que entendeu a situação pelo facto de estar perante um caso de um homem agredido pela mulher.

Na conferência “Equipas Municipais de Intervenção na Violência – Constrangimentos e Desafios”, no âmbito do 9º Fórum de Recursos Sociais de Alcanena, Patrícia Fernandes apresentou os números da violência doméstica no concelho de Alcanena desde 2014.

A comandante adiantou que 77% dos crimes são contra um cônjuge, mas também existe um elevado número de casos de violência contra idosos (25%). Quanto à violência infantil esta representa apenas 3% dos processos. Entre os menores sinalizados, a maioria tem idade entre os cinco e os dez anos.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo