Sociedade | 23-04-2018 16:46

PSD do Entroncamento acusa câmara de não apoiar vendedores do mercado

Vereadores social democratas dizem que a empreitada prejudicou o negócio de quem ali ganha a vida.

O PSD do Entroncamento acusa a maioria socialista que gere o município de negar apoio aos vendedores do mercado municipal. Em comunicado, os social-democratas dizem que o PS chumbou a proposta apresentada pelos vereadores do PSD, em reunião de câmara, que propunha isentar os vendedores do mercado da renda mensal ao longo da empreitada de remodelação do edifício.

Adiantam ainda que, passados quatro meses desde o início da requalificação do mercado diário do Entroncamento, que se prevê que decorra durante grande parte deste ano, os vereadores do PSD entenderam ser necessário promover a necessária reavaliação dos procedimentos implementados.

A empreitada, diz o PSD, prejudicou o negócio de quem ali ganha a vida pois reduziu o espaço para circular no interior do recinto e a diminuição de condições para vendedores e compradores.

O encerramento do acesso pela Rua António Lucas também diminuiu fortemente o tráfego na zona sendo elemento potencialmente dissuasor para quem quer deslocar-se ao espaço. Os vereadores social-democratas entenderam por isso que o executivo devia tomar medidas para compensar os lojistas e vendedores que ocupam diariamente as bancas e terrados, tal como as lojas interiores e exteriores do edifício.

A proposta apresentada que previa por um lado a isenção do pagamento do valor das bancas e terrados, até à conclusão da empreitada e, por outro, a isenção do pagamento da renda das lojas interiores e exteriores do edifício do mercado até à conclusão da empreitada foi recusada pela maioria PS.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo