Sociedade | 24-04-2018 22:58

Presidente de Santarém e BE criticam Governo por suspensão das obras no hospital distrital

Presidente de Santarém e BE criticam Governo por suspensão das obras no hospital distrital
FOTO O MIRANTE

Ricardo Gonçalves apelou ao Governo que desbloqueie as verbas necessárias para a conclusão da obra, há muito ansiada.

O presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves (PSD), disse na reunião do executivo desta segunda-feira, 23 de Abril, que foi “com muita tristeza” que teve conhecimento da notícia sobre a suspensão das obras no bloco operatório do Hospital Distrital de Santarém (HDS), após o Tribunal de Contas ter recusado o visto a parte da empreitada.

Ricardo Gonçalves apelou ao Governo que desbloqueie as verbas necessárias para a conclusão da obra, há muito ansiada. “Nós aqui não somos todos Centeno. Em Santarém somos todos por aqueles que querem ver as obras no Hospital de Santarém concluídas. Há mais vida para além do défice”, disse, criticando o actual ministro das Finanças Mário Centeno. O autarca afirmou ainda “não perceber como é que o Governo e os partidos que o apoiam não tomam uma posição de força” com vista à resolução do impasse.

A concelhia de Santarém do Bloco de Esquerda também tomou posição sobre o assunto, após ter reunido com o conselho de administração do Hospital Distrital de Santarém na última sexta-feira, dia 20. “O BE reforça a necessidade do ministro das Finanças desbloquear as verbas para o Hospital de Santarém para finalizar as obras do bloco operatório. A saúde das pessoas tem de estar antes da saúde da especulação bancária”, referem., acrescentando ainda que “o Conselho Municipal de Saúde e o presidente da câmara, Ricardo Gonçalves, têm de priorizar a melhoria dos serviços públicos de saúde e não a criação de mais hospitais privados”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo