Sociedade | 02-05-2018 13:39

Empregada suspeita de roubar fortuna a empresário em Santo Estêvão

Trabalhava como empregada de limpeza na quinta de um empresário, em Santo Estêvão, no concelho de Benavente, e roubou-lhe milhares de euros.

Empregada há um mês, na quinta de um empresário que se mudou recentemente para a freguesia de Santo Estêvão, em Benavente, uma mulher é suspeita de roubar 76 mil euros, 110 mil dólares americanos, uma barra de ouro e objectos avaliados em milhares de euros. Segundo apurámos, o crime foi cometido na ausência do patrão, no dia 11 de Abril. O caso foi entregue ao Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Coruche, que deteve a mulher no dia 16 de Abril, quando se detectou a falta do dinheiro e dos objectos.


Dias após a detenção a suspeita entregou parte dos objectos roubados que já foram devolvidos ao proprietário. A GNR confirmou a O MIRANTE que a falta de sinais de arrombamento na casa constituiu o primeiro indício de que a empregada seria a criminosa. Já foi ouvida em tribunal e foi-lhe aplicada a medida de coacção menos gravosa, a de Termo de Identidade e Residência.


A GNR confirmou que a mulher não tinha antecedentes criminais, mas alguns cidadãos de Santo Estêvão disseram a O MIRANTE,
que este não era o primeiro roubo que praticava. “Trabalhou num café e foi despedida pelo mesmo motivo, ao fim de dois meses. Roubava dinheiro e outros bens. Descobriu-se que era no turno dela que se registavam as diferenças de caixa”, revelou uma das fontes contactadas.


O proprietário de uma clínica veterinária da zona, onde a mulher terá trabalhado, terá também sido lesado. O esquema era simples, pois “como era ela que recebia parte dos cheques dos donos dos cavalos que ali são tratados, ficava com eles. Depois depositava-os numa conta, que não a do patrão. Pelo que sei, ele nunca apresentou queixa”, relatou fonte a O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo